Blog

O laço está de volta e sua forma clássica agora carrega poder

19 de junho de 2019 por Branché

Compartilhe:

A moda definitivamente deixou o streetwear um pouco de lado e, com carinho, voltou seu olhar para os glamour e solidez da área. Com aspectos volumosos, glamorosos e clássicos, ela resgatou um símbolo que há muito tempo carrega a aura social: o laço. Hoje, nós vamos falar dessa ressureição feminina que veio para ficar.

Por onde quer que você olhe, há laços. Grifes como Chanel e Gucci apresentaram uma temporada Cruise carregada do símbolo, a Burberry de Ricardo Tisci, como truque de beleza, nos trouxe lenços em formas de laços presos a rabos de cavalo. Já Hedi Slimane, na Celine, de forma inteligentemente careta nos trouxe camisas da coleção outono/inverno com amarrações em laços.

Olhando para trás, os modelitos oitentistas de Christian Lacroix carregavam os laços em sua essência, entretanto, entre as celebridades e fashionistas parece que o laço está mais vivo do que nunca: Alison Brie durante o SAG Awards usando um tubinho preto Miu Miu, ou Viola Davis usando Armani Privé durante o Bafta deste ano, ou ainda o minivestido de Alek Wek no Fashion Awards de dezembro.

Para seguir essa clássica tendência não precisa de muito; exagere na produção, não esqueça que o camp é forte tendência ainda momentânea. Há quem diga para esquecer a feminilidade do laço e carrega-lo como forma de poder, como pedem as lindas mochilas apresentadas pela Givenchy, fazendo muito sentido no mundo atual, onde o feminino e a luta estão tornando a fusão de uma única coisa, assim como foi o caso de Bianca Jagger nas pistas de dança dos anos 70, usando um apertadíssimo jeans e uma chemise de seda com laço que deixava à mostra um decote super profundo, que logo depois virou um sexy simbol.

Não chega a ser muito surpreendente que depois de uma overdose de sneakers e athleisure e (sem falar das jaquetas amarelas) a moda precisasse mesmo de uma injeção de Proust nas veias, famoso escritor que trouxe um retrato fiel do quanto as roupas serviriam de padrão para os códigos sociais da belle époque, sendo um baluarte do estilo dândi, suas gravatas volumosas amarradas em laçarotes viraram até verbete na gramática fashion: o nó Proust.

E aí, estilosa, o que você acha desse símbolo fashion que é o laço? Ele com certeza faz parte do closet da sua mãe ou avó, então já separa aquele look de herança e arrasa por aí. Também não esqueça de contratar a nossa consultoria de estilo para aprimorar ainda mais seu autoconhecimento e desenvolvimento de estilo. Estamos aqui para ajudar!

Contact Us

We're not around right now. But you can send us an email and we'll get back to you, asap.

Not readable? Change text. captcha txt